“Pequenez” e “pequinês”

As duas palavras existem e, de acordo com a norma culta da língua portuguesa, estão corretas. No entanto, os seus significados são diferentes, ou seja, trata-se de vocábulos homófonos – apresentam a mesma fonética (pronúncia), mas com grafias (escritas) diferentes.

‘Pequinês’ é usada, essencialmente, para indicar uma pessoa natural ou proveniente de Pequim (capital da China) ou ainda a raça de cães de pequeno porte originários do país asiático. Quanto a formação da palavra, esta é dada por meio de derivação sufixal acrescendo ao radical ‘pequim’ o sufixo ‘-ÊS’.

Exemplos:

  • Minha prima ganhou um cachorro da raça pequinês.
  • Conheci inúmeros pequineses em São Paulo.

Já a palavra ‘pequenez’ é usada em orações e frases para indicar algo ou alguém que é pequeno (estatura ou sentimentos). Pode também designar a fase da infância. Quanto a formação da palavra, esta também é dada por derivação sufixal mas com o acréscimo do sufixo ‘-EZ’ ao adjetivo pequeno.

Exemplos:

  • A pequenez do meu sobrinho é motivo para a pratica de bullying.
  • A sua fala comprova a pequenez de seu coração
5/5 - (2 votes)