Há ou a?

Na língua portuguesa existem algumas palavras que parecem que foram criadas para nos trazer problemas – vocábulos que possuem o mesmo som, mas significado e grafia diferentes costumam ser os mais complicados. Os exemplos de casos em que isso acontece são muitos, dentre os que mais provocam dúvidas: a diferença entre ‘Há’ e ‘A’.

A dica mais importante é lembrar que ‘há’ é um verbo (forma do verbo ‘haver’) e portanto pode ser substituído por outro verbo.

• Usa-se ‘há’ quando o verbo ‘haver’ é impessoal, conjugado na terceira pessoa do singular e tem sentido de ‘existir’. Exemplo:

  • Há um modo mais fácil de aprender a cozinhar.
  • Existe um modo mais fácil de aprender a cozinhar.

• Ainda como impessoal, usamos ‘há’ quando o verbo “haver” é utilizado em expressões que indicam tempo decorrido, assim como o verbo “fazer”. Exemplo:

  • Há muito tempo não pratico exercícios físicos.
  • Faz muito tempo que não pratico exercícios físicos.

– Logo, para identificar se devemos utilizar ‘a’ ou ‘há’, basta substituir por ‘existir’ ou ‘faz’. Se a substituição não alterar o sentido da frase, emprega-se ‘há’.

A

• Quando não for possível conjugar o verbo ‘haver’ nem no sentido de ‘existir’, nem no de ‘tempo decorrido’, então, emprega-se ‘a’. Exemplo:

  • Estamos a cinco horas sem energia.
  • Daqui a pouco você estará liberado.
2.5/5 - (2 votes)