“Extender” ou “estender”

Embora pareça um exemplo de paronímia – palavras que apresentam grafia e pronúncia parecida, no entanto possuem significados diferentes – ‘extender’ e ‘estender’ trata-se, na verdade, de um caso comum de erro ortográfico. Isso porque a palavra ‘extender’ está errada. Logo, a forma correta de escrita, de acordo com a norma culta da língua portuguesa, é ‘estender’.
Essencialmente, o verbo estender se refere ao ato de tornar algo mais extenso, ou seja, expandir, esticar, prolongar, alongar, aumentar, etc. Há ainda inúmeras situações onde o verbo é utilizado: pendurar para secar, deitar e espraiar, desdobrar e abrir, tornar público, oferecer, demorar-se, destinar e englobar, entre outros.
Exemplos:

  • A aula se estendeu durante toda a manhã. (prolongar)
  • Vou me estender nesta rede e repousar. (deitar)
  • Ela me estendeu uma cadeira. (oferecer)

A palavra estender tem origem no latim extendere. No entanto, o correto é a grafia com ‘s’ na primeira sílaba, não com ‘x’. No caso em questão, a explicação mais provável para o fato do verbo estender não seguir a grafia latina, enquanto o substantivo extensão siga a sua palavra correlata extensionis, está numa simples disparidade de datas. A diferença ortográfica, certamente, se deu devido a introdução das palavras no português serem registradas em diferentes épocas e, portanto, ganharem diferentes utilizações.

4.5/5 - (11 votes)