“Evocar”, “invocar” e “avocar”

“Evocar”, “invocar” e “avocar”, embora possuam a mesma raiz etimológica (-VOCARE) e pronúncias/escritas parecidas é um erro empregá-las como sinônimas, pois as palavras possuem significados diferentes.

Evocar – tem a sua origem no latim EVOCARE, de EX-, ‘fora’, mais o radical VOCARE. Significa fazer aparecer, chamar de algum lugar, trazer à lembrança, à imaginação.

Exemplos:

  • A todo instante a família evocava os seus entes mortos.
  • No poema, o poeta evoca a sua fase pré-adolescente.

Invocar – tema sua origem no latim INVOCARE, de IN-, ‘em’, mais VOCARE. Significa pedir auxílio ou proteção, fazer súplicas, chamar, rogar, suplicar, alegar em seu favor, até mesmo embirrar, implicar e antipatizar com algo/alguém.

Exemplos:

  • O chefe invocou com o estagiário e sempre procurava prejudicá-lo
  • O padre invocou a proteção divina.

Avocar – tem a sua origem no latim ADVOCARE, de AD-, ‘a’, mais VOCARE, ‘conclamar, chamar’. Significa trazer de volta para si aquilo que fora delegado a outrém.

Exemplos:

  • O Tribunal avocou os processos em poder da Primeira Instância.
  • Avocou ao seu passado a vitória nas partidas de poker.
  • “Evocar”, “invocar” e “avocar”
    5 (100%) 7 votos