“Cardeal” ou “Cardial”?

As duas palavras existem e estão corretas de acordo com a norma culta da língua portuguesa. São parecidas quanto ao som e a grafia, no entanto, possuem significados diferentes.

A confusão das vogais ‘e’ e ‘i’ é muito frequente. O vocábulo ‘cardeal’ é o designativo de um alto cargo da igreja católica e de um conhecido pássaro da fauna brasileira. Também escrevemos com ‘e’ o termo que designa as direções da rosa dos ventos – norte, sul, leste e oeste são os pontos cardeais. Exemplos:

  • O cardeal é uma ave de extrema beleza.
  • O Cardeal presidiu à celebração do Natal.
  • Precisamos dos pontos cardeais como referência para localização.

O único caso em que utilizaremos a vogal ‘i’ é no adjetivo ‘cardial’, relativo à cárdia (coração em grego), orifício superior do estômago, situada perto do coração. Na mesma família temos uma outra palavra, bem mais conhecida e usual que, obviamente, também é grafada com ‘i’: cardíaco. Exemplos:

  • A válvula cardial é a válvula do coração.
  • O seu problema de saúde advém da obstrução do cardial.
  • Filomena teve um ataque cardíaco fulminante.
“Cardeal” ou “Cardial”?
4.2 (84%) 10 votos