“Caranguejo na bandeja” ou “carangueijo na bandeija”?

Na língua portuguesa existem palavras em que a vogal “i” do ditongo “ei” é omitida na linguagem verbal. No entanto, há palavras em que não ocorre o aparecimento da vogal “i”, um exemplo disso são as palavras “caranguejo” e “bandeja”, que muitos empregam tanto na escrita quanto na pronúncia “carangueijo” e “bandeija”.

A forma correta de escrita da palavra é “bandeja”. A palavra “bandeija” está errada. Refere-se a um tabuleiro de madeira, charão ou metal sobre o qual são transportados alimentos, apresentar, servir ou armazenar objetos. Acredita-se que a palavra bandeja pode ser formada da derivação regressiva do verbo bandejar.

  • Eu coloco perfumes na minha bandeja.
  • O garçom levava os copos em uma bandeja.
  • A bandeja estava repleta de comida.

A forma correta de escrita da palavra é “caranguejo”. A palavra “carangueijo” está errada. Refere-se ao animal crustáceo de carapaça larga e corpo coberto por concreção calcária.
O vocábulo tem sua origem no espanhol “cangrejo”, por isso deve ser escrito sem “i” na terceira sílaba.

  • O caranguejo estava dentro do balde.
  • A menina tentava capturar o caranguejo na praia.
  • A receita de caranguejo é tradição da família Silva.

Agora que aprendeu a forma correta de escrever “caranguejo” e “bandeja”, você está preparado para colocar o “caranguejo na bandeja”. Bom apetite!

4/5 - (3 votes)