“Caçar” ou “cassar”

As duas palavras estão corretas e existem na língua portuguesa. Apesar de apresentar a mesma fonética (pronúncia), os seus significados e escritas são diferentes – trata-se de palavras homófonas, assim como concerto/conserto, cela/sela e acento/assento.

Para empregar corretamente cada vocábulo é preciso respeitar os contextos/situações. Basicamente: use ‘caçar’ para denotar perseguição e ‘cassar’ quando quiser anular algo.

Caçar

O verbo tem a sua origem no latim vulgar “CAPTIARE”, que por sua vez teve o seu prefixo evoluído para -ÇAR. Sendo assim, todas as palavras similares, bem como todas as formas conjugadas de ‘caçar’ devem ser escritas com ‘ç’ – caçador, caça, caçado.

Refere-se ao ato de perseguir e capturar algum animal, assim como ao ato de procurar algo para posteriormente prender. Pode representar também a ação de buscar, coletar, procurar incansavelmente, conseguir, recolher ou apanhar.

Exemplos:

  • A caça para o comércio ilegal foi um dos fatores para o grave risco de extinção do mico-leão-dourado.
  • A polícia caçou os presos que fugiram da prisão.
  • O medo de feitiçarias, ou bruxarias, levou muitas pessoas apoiar à caça às bruxas.

Cassar

O verbo tem a sua origem no latim “CASSARE”. Sendo assim todas os vocábulos similares, bem como todas as formas conjugadas de ‘cassar’ devem sempre ser escritos com ‘ss’ – cassou, cassado, cassação.

Refere-se ao ato de invalidar, suprimir, anular, vetar, impedir que algo/alguma coisa aconteça. Pode representar também o ato de apreender, confiscar, tomar, recolher, dentre outros.

Exemplos:

  • O Congresso cassou o mandato do deputado acusado de corrupção.
  • O réu teve os seus direitos de defesa cassados
  • A OAB cassou a licença de inúmeros advogados
4.2/5 - (4 votes)